Dicas úteis

Este truque simples protegerá seus tomates do mofo. Muitos jardineiros usam este método

17views

A requeima é uma doença para os jardineiros que pode destruir uma colheita inteira de plantas suculentas, especialmente tomates.

Um dos métodos recomendados de proteção de cultivos é o uso de fio de cobre.

O que é requeima

É uma doença fúngica causada pelo fungo phytophthora infestans.

Este fungo pode atacar culturas inteiras de batata, tomate, berinjela, pimentão e, quando se espalha de forma incontrolável, até mesmo morangos ou árvores frutíferas.

O fungo ataca todas as partes da planta – desde flores até frutos, folhas, caules e raízes. O primeiro sintoma é uma violação das estruturas dos tecidos na forma de manchas escuras e fissuras, através das quais ocorre infecção secundária por outros tipos de fungos e bactérias patogênicas. A vegetação morre e os frutos infectados apodrecem.

A influência do cobre

Os fungos não gostam de cobre, cujos compostos destroem as células miceliais e destroem toda a colônia. As preparações antifúngicas baseiam-se neste efeito: sulfato de cobre, líquido Bordeux ou cobre.

Seguindo essa linha, muitos jardineiros estão fazendo experiências com fio de cobre.

Este método também foi descrito no popular livro Tips for Gardeners, de AI Spiridonova e EA Chenykaev em 1974.

Desde então, a sua popularidade aumentou, apesar de não terem sido realizados estudos sérios para confirmar a sua eficácia.

O cobre oxidado chega com a movimentação da seiva, o que teoricamente pode ter um efeito negativo nas células da fitoflora. Sob a influência do suco contido nos caules, o cobre reage quimicamente com os componentes da planta. Compostos e íons de cobre são distribuídos por todo o tomate junto com o fluxo de nutrientes.

Quando o fungo começa a formar uma colônia, os compostos de cobre inibem o crescimento de suas células. A película de óxido que se forma na superfície do cobre isola a maior parte do metal do contato com as células do tomateiro – resultando na entrada de muito pouco cobre na planta.

Mas o problema é que não há como calcular a quantidade de cobre que entra na planta. E seu excesso pode ser prejudicial à própria planta e ao homem.

Uso prático de fio de cobre

O ponto mais importante é que o fio de cobre só pode ser usado em arbustos maduros.

O fio de cobre é usado de diversas maneiras:

Como uma liga. O fio dobra-se facilmente para que possa ser usado em vez de tecido ou barbante.

Ligação de raiz. Esse método vem da Alemanha e consiste em criar um círculo de 50 cm ao redor das raízes no momento do plantio das mudas.

Outra opção é inserir um fio de cobre na haste. Este método é o mais drástico para a planta e pode resultar em crescimento atrofiado.

Opiniões de jardineiros

As opiniões dos profissionais diferem diametralmente. Citamos várias declarações de pessoas que usaram o método do fio de cobre contra a praga da batata.

“Há 12 anos que perfuro meus tomates com arame fino, até agora não houve um único surto de fitóftora.”

“Já usei arame, mas não sei se é uma panacéia para o mofo. Além disso, faço rotação de culturas, a cada cinco anos rego a terra com uma solução forte de vitríolo e no verão uso Phytosporin.’

“Phytophthora atacou todos os meus arbustos no terreno aberto. Para manter os tomates pelo menos na estufa (ainda não foram atacados), furei todas as plantas com fios de cobre. Não houve um único caso desta doença.

“Eu uso fios, mas não sei se traz algum benefício. Phytophthora não ocorre – mas os vizinhos também não têm, e não furam com fio de cobre, usam fungicidas.’

“Este método não funciona! Li sobre isso em uma revista, experimentei na estufa – o tomate só aceita cobre na forma solúvel – e não há ácido no caule que dissolva o fio. O cobre é mais útil.

Leave a Response

Fernando Pessoa
Nos meus artigos, partilho dicas úteis sobre jardinagem e culinária em português. Conheça as minhas ideias únicas para melhorar o seu jardim e preparar pratos deliciosos.