Jardim

Dicas e conselhos sobre como escolher a estufa ideal para o seu jardim

55views

As estufas são a estrutura de jardim favorita de todos os produtores. Eles fornecem às plantas condições de crescimento e desenvolvimento em todas as estações. Os fatores essenciais na escolha de um vidro são o seu tamanho, construção e material como um todo. Se você está pensando em começar o período de cultivo deste ano com uma estufa, nossos conselhos e dicas para escolhê-la serão úteis.

Tamanho e construção da estufa

Na hora de escolher em relação ao seu tamanho, considere os seguintes pontos:

  • Quais são as possibilidades do seu jardim – meça o espaço onde você deseja construir. Leve em consideração que é necessário deixar um espaço aberto ao redor da estufa.
  • Quais culturas você deseja cultivar – dependendo do tipo de cultivo, decida a altura e a largura da estufa. Pense bem neste ponto, pois as plantas têm fases diferentes e uma planta bem alta pode crescer a partir de uma semente.
  • Quais são seus planos de cultivo – se estiver a planear um jardim maior no futuro, é mais sensato investir numa estufa maior desde o início.

As estruturas são feitas principalmente de alumínio e madeira. Ambos os materiais têm seus prós e contras. A construção em alumínio é muito resistente a danos mecânicos e corrosão. Devido ao seu peso muito baixo, o alumínio é mais fácil de construir. Não é necessário ter cuidados especiais com uma estufa de alumínio, ela não requer manutenção. Os vidros de madeira estão gradualmente recuando para o fundo, apesar de sua aparência natural. O motivo é a necessidade de cuidar da madeira. Por outro lado, a madeira tem boas propriedades isolantes e é bem formada, o que permite adaptar o desenho da estufa às necessidades dos jardineiros.

O material é totalmente de vidro

Além da solução provisória em forma de caixas de alumínio, é possível adquirir aquelas que possuem recheio em vidro de jardim, policarbonato e vidro de segurança. Ao decidir sobre o material da estufa, é importante considerar as necessidades das plantas, as condições climáticas locais e as possibilidades financeiras.

Vidro de jardim

O vidro de jardim é tradicionalmente utilizado em vidros porque é transparente e permite uma boa penetração da luz, o que é importante para a fotossíntese das plantas. Também possui boas propriedades isolantes. Por outro lado, está sujeito a danos, arranhões e rachaduras.

Vidro de segurança

O vidro de segurança é uma solução moderna para vidros duráveis. É produzido laminando superfícies de vidro com filme de polivinil butirato (PVB), que evita que o vidro se quebre em partículas pontiagudas. Esta propriedade reduz o risco de lesões e ao mesmo tempo aumenta a durabilidade da estufa. O vidro de segurança proporciona um bom isolamento térmico, mas é mais caro e mais difícil do que o vidro de jardim.

Policarbonato

O policarbonato está se tornando um material cada vez mais popular para vidros devido à sua leveza, propriedades isolantes e resistência ao impacto. O policarbonato é significativamente mais resistente a danos que o vidro e mais fácil de manusear. A desvantagem dos vidros de policarbonato é que eles são propensos a danos causados ​​pela radiação UV. Após vários anos de uso, eles podem começar a amarelar.

Dica final: A regra para todos os materiais é que a estufa tenha uma boa ventilação para regular a temperatura. Ao comprar uma estufa verifique as possibilidades de abertura das janelas ou do telhado.

Leave a Response

Fernando Pessoa
Nos meus artigos, partilho dicas úteis sobre jardinagem e culinária em português. Conheça as minhas ideias únicas para melhorar o seu jardim e preparar pratos deliciosos.