Dicas úteis

Como recuperar a água da chuva para regar o jardim sem impactar na conta, funciona mesmo

43views

A seca é um dos problemas “quentes” do momento e, tendo em vista o verão, precisamos aguçar o raciocínio. Veja como usar a água da chuva.

Entre muitas emergências atuais há também o de falta de chuva e, portanto, do risco de seca para outros meses quentes. As alterações climáticas são uma realidade que exige, entre outras coisas, que não desperdice nem mesmo uma gota de ouro azul caindo do céu: água da chuva. Esta é uma fonte muito importante da qual podemos extrair o máximo possível para sermos eco-sustentáveis.

Existe um sistema prático que pode ser bom para o ambiente, bem como para para nossos bolsos. A água da chuva coletada em locais apropriados containers pode ser reservado e depois usado para irrigar pequenas culturas e plantas que temos em casa e que amam mais do que qualquer outra coisa. Vamos ver juntos a solução mais eficiente e sustentável para isso operação de reciclagem.

Recuperação de águas pluviais de A a Z

Os principais sistemas de recuperação são desenvolvidos a partir de uma desviador a ser montado na descida da calhacapaz de transportar a água da chuva para um recipiente especial, dentro do qual pode ser instalado um filtro para remova folhas e galhos.

No mercado Vários tipos de tanques de água da chuva estão disponíveis: em madeira com bainha interna em PVC, moldada, robusta e resistente ao gelo, ou em plástico. E é possível conectar vários tanques. Para retirar água da cisterna, porém, é necessária uma bomba que acione um bico de irrigação.

Você também pode optar por um tanque subterrâneocom um mangueira de amostragem conectada ao sistema de bombeamento. Um tanque de 3.000 a 6.000 litros geralmente é suficiente: o importante é colocá-lo o mais próximo possível de casa, em local de fácil acesso, e certificar-se de que o tubo de amostragem tem uma ligeira inclinação ir para cima.

Soluções semelhantes prestam-se naturalmente muito bem a quem vive no campo, mas na maioria dos casos também podem ser adoptadas – com todas as limitações relevantes – para condomínios urbanos. Uma outra opção é a de clássico bem, certamente ideal para quem tem horta ou horta grande.

Mas neste caso o processo (autorizações compartilhadas, avaliações e permissões vários) e os custos associados à obra são mais importantes. Sem falar que nem todo mundo possui um grande espaço externo com uma fonte tão preciosa no subsolo.


Leave a Response

Fernando Pessoa
Nos meus artigos, partilho dicas úteis sobre jardinagem e culinária em português. Conheça as minhas ideias únicas para melhorar o seu jardim e preparar pratos deliciosos.