Dicas úteis

Como os relacionamentos entre irmãos moldam a personalidade? E como evitar o ciúme e apoiar a sua cooperação?

75views

Os relacionamentos entre irmãos têm um impacto significativo na formação da personalidade e nas habilidades sociais. Os diferentes papéis que as crianças desempenham nas relações entre irmãos afectam as suas vidas futuras. Os primogênitos costumam ser líderes responsáveis, os segundos nascidos são adaptáveis ​​e atenciosos, os mais jovens tendem a ser despreocupados e os indivíduos são independentes. Neste artigo, veremos como esses relacionamentos moldam nossas vidas e como os pais podem apoiar relacionamentos saudáveis ​​entre irmãos.

Relacionamentos entre irmãos: como eles nos moldam e o que podemos fazer como pais

Geralmente lidamos com a forma como nossos pais nos influenciaram em sua educação, mas o relacionamento com os irmãos nos molda de maneira igualmente significativa. Os relacionamentos entre irmãos são um dos fatores que moldam nossa personalidade e habilidades sociais. Mas como?

Cada criança tem um determinado papel em relação aos irmãos, o que molda em grande parte como seremos na idade adulta. Os primogênitos muitas vezes tornam-se líderes responsáveis, os segundos filhos podem ser simpáticos e diplomáticos, os mais novos são despreocupados e os únicos são independentes. Vejamos as funções individuais com mais detalhes.

Filhos primogênitos: desafio e responsabilidade

Após o nascimento de um irmão, o primogênito deve começar a compartilhar a atenção dos pais. Isso pode levar a sentimentos de ciúme e alienação. O primogênito vivencia esses sentimentos com mais intensidade quando a diferença de idade entre os irmãos é de um a sete anos. Portanto, é importante preparar as crianças mais velhas para a chegada de um irmão.

  • Envolva o primogênito na expectativa de um irmão: Compartilhe com ele a alegria da antecipação, deixe-o acariciar a barriga que cresce ou veja as imagens do ultrassom.
  • Dê-lhe responsabilidade: Envolva-o na decisão sobre novos equipamentos para o bebê, por exemplo, onde colocar o berço.
  • Apoie sua ajuda após o nascimento de um irmão: Aceite sua ajuda e sempre elogie-o, por exemplo, deixe-o ficar um pouco perto do berço ou leve embora uma fralda suja.

Na idade adulta, os irmãos mais velhos são responsáveis ​​e muitas vezes assumem papéis de liderança. São bons alunos, encontramos entre eles muitos perfeccionistas e exigem muito do que os rodeia.

Irmão segundo nascido: Competência e adaptabilidade

O segundo filho percebe a vida como uma corrida e muitas vezes tenta ultrapassar o primogênito. Porém, quando nasce o terceiro filho, ele se encontra em uma situação difícil – tem que alcançar o mais velho e ao mesmo tempo manter sua posição em relação ao mais novo.

  • Crie um ambiente justo: Certifique-se de que o ambiente em casa seja justo e que o segundo irmão tenha atenção suficiente.
  • Apoie sua independência: Os segundos nascidos aprendem a ser independentes e desenvolvem habilidades sociais. Apoie os seus esforços pela independência.

Os segundos filhos são frequentemente muito independentes e socialmente competentes. Têm natureza diplomática e adaptam-se facilmente a diferentes situações.

Irmão mais novo: Despreocupado e habilidades sociais

Os irmãos mais novos são frequentemente considerados mimados, mas as suas experiências podem ser muito mais complexas. Eles tendem a ser observados com mais atenção pelos pais e pelos irmãos mais velhos, o que pode levar a sentimentos de que não são levados a sério.

  • Apoie sua independência: Ajude o filho mais novo a desenvolver a sua independência, dando-lhe oportunidades de responsabilidade.
  • Crie oportunidades iguais: Certifique-se de que o filho mais novo tenha as mesmas oportunidades e responsabilidades que os irmãos mais velhos.

Os irmãos mais novos costumam ser despreocupados, mas podem ter problemas para assumir responsabilidades. No entanto, eles também são muito sociáveis ​​e se dão bem com cães.

Estigma dos indivíduos: Independência e habilidades sociais

Crescer como indivíduo pode dificultar a adaptação a um grupo e o estabelecimento de novos relacionamentos. Os indivíduos muitas vezes enfrentam o preconceito de que são mimados ou têm um relacionamento prejudicial com os pais. Porém, tudo depende da educação.

  • Incentive interações sociais: Certifique-se de que o indivíduo passe tempo com outras chuvas com a maior frequência possível.
  • Promova independência e apoio: Ensine-lhe independência, mas ao mesmo tempo esteja disponível para apoio e orientação.

Os indivíduos que crescem como indivíduos podem ser muito independentes e lidar bem com os desafios devido à falta de apoio dos irmãos.

O que você pode fazer como pai?

O modo como as crianças se dão bem depende de muitos fatores, incluindo a comunicação e o estabelecimento dos relacionamentos na família. Aqui estão algumas dicas para promover relacionamentos saudáveis ​​entre irmãos:

  • Evite sobrecarregar: Trate todas as chuvas de maneira justa e não favoreça nenhuma chuva em detrimento de outras.
  • Respeite as necessidades individuais: Cada criança é diferente e tem necessidades específicas. Tente acomodá-los antes de negligenciar os outros.
  • Cooperação de apoio: Crie situações onde as crianças possam cooperar e ajudar umas às outras.

Seu próprio equilíbrio também é importante. Os filhos refletem nosso estado psicológico e, portanto, é importante que você, como pai, resolva seus próprios problemas e mantenha relacionamentos saudáveis.

Leave a Response

Fernando Pessoa
Nos meus artigos, partilho dicas úteis sobre jardinagem e culinária em português. Conheça as minhas ideias únicas para melhorar o seu jardim e preparar pratos deliciosos.