Jardim

Combate a pragas e doenças na horta

86views

Fungos, bactérias, vírus ou insetos podem causar muitos danos na horta. É assim que você pode lutar contra eles:

Existem muitos métodos de combate às pragas no seu jardim. Cada uma tem as suas vantagens e desvantagens, mas uma abordagem integrada de defesa contra pragas, combinando várias estratégias, é muitas vezes a melhor solução.

Um dos princípios mais importantes no combate às pragas é conhecê-las: qual inseto ou doença causa os danos, em que ambiente vivem, qual é o seu ciclo de vida, do que se alimentam e como acasalam o ¡vajú. Esta informação irá ajudá-lo a escolher as medidas adequadas.

Prevenção

Assim como no combate às ervas daninhas, a prevenção é o mais importante no caso das pragas. Evitar pragas é mais fácil do que combatê-las:

1. Cultive plantas fortes e saudáveis

É natural que plantas enfraquecidas que crescem em condições inadequadas sejam mais propensas a várias doenças e mais suscetíveis a pragas. A fertilização correta, o pH do solo, a quantidade correta de água e um local adequado reduzem significativamente a ocorrência das menores doenças fúngicas, virais e bacterianas.

2. Rotação de plantas

Cultivar as mesmas culturas ano após ano no mesmo local promove a ocorrência de pragas. Isto se aplica especialmente aos insetos que hibernam no solo e suas larvas atacam os mesmos tipos de plantas.

3. Escolha variedades resistentes

Variedades resistentes, adequadas às nossas condições climáticas, reduzirão significativamente o possível ataque de pragas.

4. Higiene no jardim

Muitas pragas (insetos, caracóis, micróbios) hibernam em resíduos orgânicos que se acumulam nos jardins ou ao redor deles. Por isso, mantenha sempre o seu jardim arrumado e retire todos os resíduos orgânicos ou palha velha no final da temporada. Nunca coloque partes infestadas de plantas no composto.

5. Não introduza plantas infectadas no seu jardim

Verifique sempre com atenção as plantas que deseja comprar e trazer para o seu jardim. Muitas vezes acontece que são atacados por insetos ou doenças.

6. Redes contra insetos

As redes que impedem que os insectos cheguem aos seus vegetais podem por vezes salvar a sua colheita. Podem ser aplicados no período de maior ataque de insetos (final da primavera e início do verão) e também são eficazes contra caracóis. No entanto, as pontas das redes devem ser cuidadosamente enterradas no subsolo, porque as pragas podem encontrar até a menor rachadura no caminho para os alimentos. As redes são muito práticas e podem ser usadas repetidamente se manuseadas com cuidado. Além disso, os raios do sol, da chuva e do ar penetram através deles, por isso não prejudicam de forma alguma as plantas. Alguns tipos de hortaliças, como pepino, tomate, melancia e abóbora, necessitam de polinizadores para a formação dos frutos – com eles, é importante cronometrar a colocação das redes e expô-las pelo tempo necessário para sua polinização.

7. Armadilhas para insetos

Por exemplo, as tiras adesivas têm a função de indicadores, que nos ajudam a identificar o tipo de praga e a monitorizar a sua propagação.

Medidas após ser atacado por pragas

1. Coleta manual de insetos e remoção de partes de plantas infestadas

É uma forma ecológica, mas muito trabalhosa, de proteger os nossos vegetais das pragas. É difícil, por exemplo, colher mandelinki (pulgões da batata) ou remover partes de plantas atacadas por doenças fúngicas, virais ou bacterianas.

2. Proteção biológica

A criação de habitat para predadores naturais, como pássaros e insetos predadores, pode ajudar significativamente na luta contra as pragas. Construir gaiolas e abrigos para insetos atrairá muitos pássaros, joaninhas e pintassilgos para o seu jardim, prontos para reduzir possíveis pragas.

3. Pesticidas

Até os pesticidas (fungicidas contra doenças fúngicas, insecticidas contra insectos, herbicidas contra ervas daninhas, etc.) podem ser utilizados no combate a pragas e doenças. Certifique-se de aplicar o tipo certo, na quantidade certa e apenas nas plantas que precisam. O problema com os pesticidas é que eles também destroem organismos benéficos para o jardim. É importante ressaltar que se um agrotóxico for de origem orgânica não significa que não seja tóxico. Alguns pesticidas orgânicos podem ser ainda mais tóxicos que os sintéticos. Portanto, é importante seguir as instruções do fabricante na hora de aplicá-los.

4. Pesticidas microbiológicos

O uso de bactérias como Bacillus thuringiensis, que se alimentam de lagartas, pode ser uma alternativa aos agrotóxicos químicos

5. Sabonetes inseticidas e sprays caseiros

Os sabonetes inseticidas são eficazes contra certos tipos de insetos (especialmente pulgões). Entre os sprays caseiros, o mais popular é uma solução de leite e água (1 parte de leite e 7 partes de água), que funciona muito bem, principalmente contra fungos, após três dias de aplicação. No entanto, é ineficaz contra a ferrugem da batata.

Independentemente do método de controle de pragas e doenças escolhido, observe e registre se foi eficaz. Desta forma, você estará melhor preparado para as próximas temporadas.

FONTE:

Leave a Response

Fernando Pessoa
Nos meus artigos, partilho dicas úteis sobre jardinagem e culinária em português. Conheça as minhas ideias únicas para melhorar o seu jardim e preparar pratos deliciosos.