Dicas úteis

Cinco erros ao regar pepinos que reduzem o rendimento. Evite-os e você terá algo para mastigar

67views

O cultivo de pepinos pode render uma colheita abundante se você cuidar bem das plantas. Um dos aspectos mais importantes do cuidado do pepino é a rega adequada. Infelizmente, erros nesta atividade podem reduzir significativamente a quantidade e a qualidade da colheita. Diremos a você o que os pepinos não gostam e como e como regá-los adequadamente para evitar o amarelecimento das folhas.

O que os pepinos não gostam?

Os pepinos são plantas com requisitos bastante específicos que devem ser levados em consideração no seu cultivo. Acima de tudo, os pepinos não gostam da seca porque têm um sistema radicular raso que requer rega regular e uniforme. Solo muito seco pode levar ao crescimento atrofiado e à redução da produtividade.

O excesso de água é tão prejudicial quanto a falta dela. O alagamento constante pode levar ao apodrecimento das raízes e ao desenvolvimento de doenças fúngicas e oídio, causado por organismos semelhantes a fungos. Os pepinos precisam de luz solar forte para um bom desenvolvimento, eles não gostam de sombra. A luz solar plena deve incidir sobre eles durante seis a oito horas por dia.

Nem mesmo o tipo de solo deixa de influenciar o desenvolvimento dessas plantas. Os pepinos não crescem em solo argiloso e pesado, com uma reação excessivamente ácida que os impede de absorver nutrientes. Solo com pH de 6,0 a 7,0 é melhor para eles.

Como os pepinos devem ser regados para produzir uma colheita saudável e abundante?

A rega dos pepinos deve ser pensada e adaptada à fase de crescimento da planta e às condições meteorológicas. Eles precisam de mais água durante o crescimento e a frutificação, e menos durante a floração. Os pepinos devem ser regados diariamente e duas vezes ao dia durante períodos de crescimento intenso ou seca.

Para regar, o melhor é usar água macia e sem gás em temperatura ambiente, pois essas plantas sofrem facilmente choques térmicos, o que inibe seu crescimento. Como todas as plantas, os pepinos são regados de manhã ou à noite. O objetivo é evitar que as folhas queimem durante o calor do meio-dia e a rápida evaporação da água. A água é despejada logo abaixo da raiz, o que evita que as folhas e flores se molhem, o que pode contribuir para o desenvolvimento de doenças fúngicas.

Para que seus pepinos produzam uma colheita abundante, você pode regá-los com açúcar. Dissolva duas colheres de açúcar em um litro de água e regue os arbustos. Basta fazer isso uma vez por mês durante a floração e a frutificação.

Como devo regar os pepinos para evitar o amarelecimento das folhas?

O amarelecimento das folhas do pepino pode ser resultado de irrigação insuficiente ou falta de nutrientes adequados, mas também um sintoma do primeiro estágio de doenças fúngicas. A causa mais comum é a falta de magnésio ou nitrogênio, por isso é aconselhável fornecer esses nutrientes. Você pode então regar os pepinos com esterco de galinha.

No caso de doenças fúngicas, a aspirina comum pode ser a solução. Dissolva um comprimido em um litro de água quente e após dissolução dilua a solução em nove litros de água fria. Regue os pepinos com aspirina uma vez por semana e suas folhas não ficarão amareladas. A aparência das folhas também é afetada pela temperatura da água. Água demasiado fria destruirá as nossas colheitas; é melhor regar os pepinos com água da chuva.

Os cinco erros mais comuns ao regar pepinos

Ao regar pepinos, você pode cometer vários erros comuns que levam a um rendimento menor. Aqui estão os cinco mais comuns:

  • Irrigação irregular: A irrigação indiscriminada do solo pode causar estresse nas plantas devido à falta de água, levando à quebra dos frutos e à redução da produtividade;
  • Irrigação superficial: A rega apenas superficial, sem irrigação suficiente das camadas mais profundas do solo, pode levar ao desenvolvimento insuficiente do sistema radicular.
  • Alagamento de plantas: O alagamento leva ao apodrecimento das raízes e ao desenvolvimento de doenças fúngicas. Recomenda-se evitar a formação de poças perto das plantas.
  • Regar ao meio-dia: Regar as plantas durante a parte mais quente do dia pode levar à rápida evaporação da água e à queima das folhas. A melhor hora para regar é de manhã cedo ou no final da tarde.
  • Água muito fria: Regar pepinos com água fria, especialmente em climas quentes, pode causar choque térmico e retardar o crescimento das plantas.
  • A rega adequada dos pepinos é crucial para uma colheita saudável e abundante. Evitar erros comuns e adaptar as técnicas de rega às necessidades das plantas certamente trará os resultados desejados. Os pepinos, como qualquer planta, requerem atenção e as condições adequadas para o crescimento e a rega adequada são uma das peças mais importantes deste puzzle.

Leave a Response

Fernando Pessoa
Nos meus artigos, partilho dicas úteis sobre jardinagem e culinária em português. Conheça as minhas ideias únicas para melhorar o seu jardim e preparar pratos deliciosos.